Cartografias da criatividade feminina, 1974-1979

028

Intervenção de Graça Morais, Encontros Internacionais de Arte – Viana do Castelo, 1975. © Ursa Zangger

 

Cartografias da criatividade feminina, 1974-1979: análise e criação de um repositório online

Data de início: 01 setembro de 2021
Data de fim: 28 fevereiro de 2022

 

Descrição

Este projeto exploratório centra-se na produção artística das artistas portuguesas no período após a revolução de 1974 e procura definir o seu contributo para a revisão histórica desse período e para a representação das mulheres portuguesas no contexto político de transformação democrática. Partindo de uma imagem do Portugal pós-revolucionário como um território de convergência de intervenções coletivas e transnacionais que combinaram criatividade e participação cívica, «Cartografias da criatividade feminina, 1974-1979» propõe uma perspetiva transnacional que integra as artistas portuguesas em circuitos e redes de solidariedade internacionais. O seu objetivo criar uma base de dados a partir da qual será possível mapear a circulação nacional e internacional das artistas portuguesas e também a presença de artistas estrangeiras em Portugal no período após a revolução de 1974. Os resultados desta investigação constituirão uma das áreas de pesquisa do futuro repositório online «Criatividade feminina em Portugal: Fontes e testemunhos».

 

Objetivos
Para além de destacar a participação das artistas portuguesas na definição do ambiente artístico pós-revolucionário e das suas aspirações democráticas e os diálogos internacionais que estabeleceram, «Cartografias da criatividade feminina, 1974-1979» sublinha também o impacto das exposições e eventos artísticos realizados no período pós-revolucionário e o seu papel na renovação do país através da promoção de novas formas de expressão e de intervenção no espaço público. A base de dados que será criada cruza por isso as práticas criativas das artistas portuguesas e os eventos artísticos e expositivos em que participaram:
  1. Identificação e catalogação das exposições e eventos artísticos nacionais e internacionais em que as artistas portuguesas participaram no período considerado pelo projeto;
  2. Identificação e catalogação das exposições e eventos artísticos em Portugal que contaram com a presença de artistas estrangeiras;
  3. Desenvolvimento de case-study sobre Paula Rego (história expositiva, 1974-1979) em colaboração com a Fundação D. Luís I, Casa das Histórias Paula Rego;
  4. Desenvolvimento de case-study sobre Graça Morais, com entrevista à pintora, com o apoio da investigadora Joana Baião do Laboratório de Artes na Montanha-Graça Morais.
Outputs
– Lançamento do repositório online «Criatividade feminina em Portugal: Fontes e testemunhos»;
– Participação na base de dados internacional «BasArt», do grupo Artl@s;
– Preparação de uma dissertação ou projeto de mestrado, que decorrerá na NOVA FCSH e no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa;
– Publicação da entrevista à pintora Graça Morais num periódico nacional;
– Exposição documental sobre os resultados do projeto a realizar na Casa das Histórias Paula Rego.

 

Área científica principal: História da Arte
Sub-área: Estudos das mulheres; História das exposições

 

Palavras-chave: Artistas portuguesas; Revolução e democratização em Portugal; Exposições; Circuitos artísticos transnacionais

 

Financiamento
4.835,88€ – Instituto de História da Arte – NOVA FCSH

 

Instituições / Centros de Investigação envolvidos
IHA/NOVA FCSH
Fundação D. Luís I, Casa das Histórias Paula Rego, Cascais
Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa

 

Equipa

Coordenação
Leonor de Oliveira (IHA/NOVA FCSH) – IR
Investigação
Catarina Alfaro (Casa das Histórias Paula Rego, Fundação D. Luís I)
Filipa Lowndes Vicente (ICS/UL)
Bolseiros
a anunciar em breve

 

logos Cartografias