IHA INTEGRA LABORATÓRIO DE ARTES DA MONTANHA – GRAÇA MORAIS

 

 

No próximo dia 07 de julho, pelas 17h00, realizar-se-á a sessão solene para a formalização do Laboratório de Artes na Montanha – Graça Morais, no Centro de Arte Contemporânea GM, em Bragança.
A sessão de assinaturas contará com a presença do Senhor Presidente da República e com os parceiros que integram este laboratório.

 

Apresentação

O Laboratório de Artes na Montanha – Graça Morais é um projeto de investigação baseado na prática, da iniciativa do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), através do Centro de Investigação de Montanha (CIMO), em parceria com o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais (CACGM), através da sua tutela, a Câmara Municipal de Bragança (CMB) e o Instituto de História da Arte da NOVA FCSH, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). A Pintora Graça Morais apoia a criação e funcionamento do Laboratório, disponibilizando toda a sua obra para ser estudada e documentada.

Este laboratório visa promover investigação baseada na prática no campo das artes visuais no contexto de montanha, articulando de modo inovador a investigação científica, a formação académica e a criação e divulgação artísticas numa rede transfronteiriça de parcerias. A estrutura de investigação desenvolverá a sua ação a partir do contexto territorial brigantino, potenciando a sua excecional localização geográfica enquanto plataforma de contacto inter-regional e transfronteiriça. Tal inclui necessariamente a cidade de Bragança e envolvente rural, o concelho, a NUT 3, mas também a Comunidade Autónoma de Castilla-León e nesta, a província raiana de Zamora, ou outras áreas raianas.

O LAM-GM desenvolve-se em 4 eixos de ação, nomeadamente, através das seguintes ações:

  1. Investigação, inventariação e criação de um centro de documentação sobre a obra da pintora Graça Morais
  2. Desenvolvimento de formação curricular inovadora, com imersão dos alunos em contexto artístico
  3. Divulgação e promoção da criação artística, nomeadamente orientada para públicos jovens
  4. Criação de uma rede transfronteiriça de investigação artística de montanha

Da parte do IHA/NOVA FCSH, a parceria será coordenada por Raquel Henriques da Silva, e o instituto apoiará cientificamente o desenvolvimento do projeto e empenhará investigadores no desenvolvimento de atividades e iniciativas do Projeto.

Organização

Conselho Coordenador – Presidente do IPB, Presidente da CMB, Coordenador CIMO e Professora Raquel Henriques da Silva – IHA/NOVA FCSH.

Direção – Designada pelo Conselho Coordenador: Dr. Fernando Jorge da Costa Fernandes e Professor Doutor António José Santos Meireles.

Financiamento

Instituto Politécnico de Bragança

Câmara Municipal de Bragança

Apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P.

 

Parceiros: